quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Desabafo

 Hoje não quero falar de roupa, maquilhagem ou qualquer acessório.
 Não sei como me hei-de expressar com as pessoas, nem como me sentir melhor, por isso vou desabafar. Convosco.
 Deparo-me com várias situações todos os dias que fazem com que me sinta mesmo em baixo. É como se cada olhar me magoasse.
Nunca falei sobre isto com ninguém. Será que ele se lembra que aquele sorriso, aqueles gestos e aqueles olhares já foram partilhados comigo?
Eu realmente devo de ser uma actriz excelente, porque nunca ninguém desconfiou de como eu me sinto toda ruída por dentro, de como quando vejo algo que não quero me dá vontade de sair dali e ir arejar.
Há outras coisas que não ajudam…
 Sempre fui vista como uma pessoa que passa a vida a sorrir, que nada me afecta, e que realmente não quero saber de nada. Mas eu importo-me. Tanto, só Deus sabe. É como se cada coisa que me apontassem eu tentasse mudar para agradar a todos.
Quando as pessoas precisam de concelhos, ou seja o que for, sempre vêm ter comigo. Alguém já me perguntou alguma vez : “ Então, precisas de falar?”
Não consigo mais ser o “poço de felicidade” dos outros sem ser o meu…
Faltei uma semana inteira às aulas por motivos de saúde, e sabem quantas pessoas é que me deram apoio? Quatro pessoas. Recebi mensagem de quatro pessoas. E eu agora pergunto aos outros: Lembraram-se do meu número de telemóvel e os sítios que eu costumo frequentar quando precisaram? E quando eu precisei, lembraram-se? Importaram-se?
Aprendi a maior lição da minha vida, a que mais me mudou, e a que mais me afectou.
Não, não foi por o meu telemóvel não tocar. Foi por eu me sentir tão mal e não ter ninguém, estar sozinha.
 Sabem de quem é a culpa? É só e somente minha, que desde sempre me importei mais com os outros do que comigo. Que sempre amei mais ou outros do que me amo a mim.
Eu vou sempre olhar para os meus defeitos e pensar como eu gostava de ser diferente. Mas quando eu pensar assim, vou sorrir, porque eu realmente no meio de um monte de coisas que eu não gosto, sou forte, aguento tudo, sou empenhada, tenho educação e princípios, tenho respeito pelos outros e não preciso de deitar ninguém a baixo para me sentir bem comigo, porque tenho a certeza que sou uma excelente pessoa. Não acredito que as inseguranças e medos desapareçam de um dia para o outro, mas o meu sorriso permanecerá.
Não vou correr atrás e perguntar porquê. Vou levantar-me de manhã com a mesma energia de sempre, a cantarolar pela casa, vou passar o dia todo a sorrir, porque eu mereço, quero, e serei muito feliz. Vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para conseguir realizar todos os meus objectivos. Não porque queira surpreender os que duvidaram de mim, apesar de isso dar sempre um gostinho especial, mas porque realmente eu sei o que quero, e sei o que consigo.
E nós conseguimos tudo o que queremos. Porque temos força de vontade, e somos pessoas confiantes nas nossas capacidades!
Nem imaginam como me sinto melhor agora, depois de saber que alguém me “ouviu”. E por isso agradeço, obrigada por lerem, por me darem atenção.
 Gostava de retribuir o favor, por isso se quiserem partilhar alguma coisa, e não souberem com quem o fazer, se precisarem simplesmente de desabafar, se precisarem de ajuda em algo, eu estou aqui, para “ouvir”, tal como vocês fizeram comigo!

E agora quero partilhar a tal lição.
O amor é realmente a coisa mais importante e mais bonita que nos conheceremos ao longo da nossa vida, mas, acima de tudo, aprende a amar-te a ti. A ter amor próprio.

Obrigarem por lerem,  um milhão de beijinhos e obrigadas, e até mais J




5 comentários:

  1. Aprendeu uma linda lição, parabéns. Antes de nos sentir amada precisamos nos amar 😉 bjus

    www.bloglilianlima.blogspot.com br

    ResponderEliminar
  2. Aprendeu uma linda lição, parabéns. Antes de nos sentir amada precisamos nos amar 😉 bjus

    www.bloglilianlima.blogspot.com br

    ResponderEliminar
  3. Sabe você tem que se amar mais. E olha que isso leva tempo. Depois de ter uma péssima auto-estima, comecei a ler diversos textos sobre amor próprio, ouvir Greatest love of All e me interessar por eu mesmo. Fazer tudo o que eu queria fazer, me tornar a pessoa que eu queria ser, e não me culpar se eu não conseguisse. Sei das minhas conquistas. Isso faz você simplesmente não se importar pra opinião alheia. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso que eu quero fazer , deixar de me importar com o que dizem e pensar em mim.
      És um ótimo exemplo , :) beijinhos e muito obrigada!

      Eliminar