domingo, 16 de fevereiro de 2014

Então coração, não me atrapalhes agora! - 1º Capítulo

 "Sinto-me cada vez mais enfraquecida, e tenho necessidade de escrever..
 Não consigo fingir que está tudo bem quando sei que as rosas têm espinhos, e aqui estou eu, a desesperar, a sentir-me frustrada, incompetente, estúpida e até imbecil.
Ok, se calhar esta não é a melhor forma de começar.
 Tenho 16 anos, e adorava dizer que o meu principal drama é não saber se amanhã uso azul ou preto, se vou para as aulas com o cabelo encaracolado ou esticado, mas não.
 Provavelmente todos pensam que sim...
 Então eu hoje estou a ser verdadeira, sem forçar sorrisos e sem disfarçar felicidade.
 Tenho uma relação ótima com a minha família, ou maioria...
 A minha mãe sempre foi um grande apoio para mim, sempre me diz que mesmo que eu não consiga, não posso perder a esperança. E sempre que eu choro ela faz-me acreditar que Deus está a olhar por mim, e que estará sempre comigo. O meu pai à uns anos teve de ir trabalhar para fora, por isso agora é muito raro vê-lo. Mas continuo a sentir o mesmo por ele. É o meu herói. Ele sempre fez tudo por mim. Tudo. Ele era capaz de nadar o oceano todo para me encontrar. Era capaz de dar a volta ao mundo. E sabe tão bem sentir o amor dos meus pais, provavelmente a melhor coisa que eu tenho. E é por isso que eu me sinto tão incompetente, porque não me sinto motivo de orgulho dos meus pais. Eles amam-me muito mais do que eu me consigo amar a mim mesma. Eles depositam em mim toda a confiança que eu não consigo ter.      
 Não consigo atingir os meus objetivos, e desisti dos meus sonhos. Mato-me a estudar para ter notas que não correspondem ao que eu pretendo. Esforço-me tanto e não percebo o que corre mal.
 A minha avó é uma fonte de energia, inspiração, amor. Consigo ter um carinho tão grande por ela que todos os dias quando a abraço, tenho vontade de chorar de alegria, e agradeço a Deus por pôr na minha vida alguém tão honesto, tão simples, tão humilde, tão querido.
 O meu irmão é a coisa mais preciosa e mais verdadeira que eu tenho na minha vida. Todos os dias me desarruma o quarto. Todos os dias me "rouba" o computador. Todos os dias me dá dores de cabeça. Mas não me imagino sem ele. Quem iria dar aquela vida à casa senão o meu pequeno?
 Quero ficar orgulhosa de mim mesma, mas o que eu mais quero é que eles tenham orgulho em mim. Nas minhas capacidades. Na minha pessoa. Na minha personalidade. E eu faço tudo. Não por mim, mas por eles.
 Não preciso que me deem o último iPhone que saiu, nem que gastem um monte de dinheiro comigo todos os dias em manias de adolescente. Eu tenho o que eu preciso: amor. Tenho o amor deles, mas não o meu. No caminho da vida acho que o perdi e não quero voltar atrás para ir buscá-lo. Só quero continuar a caminhada.
 E no meio desta caminhada, uns vão outros ficam..

Questiono-me várias vezes se sou capaz de amar alguém. Amor a sério.Verdadeiro. Não que eu queira, porque não quero, mas porque, lá sei, é estranho. Por vezes parece que sinto uma faísca no meu duro coração, e é algo tão estranho, que eu nunca tinha sentido, que me pergunto se é real... Mas não, provavelmente é só a minha imaginação a trabalhar a 500 por hora.
 Porra, perdi-me no tempo e tenho mesmo que ir estudar. Desculpem. Só tenho a dizer que me sinto uma tola aqui a digitar no computador como se estivesse a falar para alguém em concreto. Não me quero apresentar. Então combinamos assim: sou apenas alguém, uma miúda, uma rapariga, uma adolescente, o que quiserem chamar.
Prometo que volto, em breve."

4 comentários:

  1. Quero ver o segundo capitulo ><
    Estou seguindo, se quiser visitar meu blog, será bem vinda!
    beijoss
    sempredegloss.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Todos os domingos irei escrever mais um capítulo , espero que continues a ver :)
      Já conhecia o teu blog e já o tentei seguir várias vezes mas nunca consigo :s
      Beijinhos!

      Eliminar
  2. Olá ,é um imenso prazer visitar teu blog e segui-lo também ,espero uma visita sua,beijos e ate mais

    http://fashionvinteum.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada , também segui o teu blog, gostei mesmo dele! *o*
      Beijinhos :)

      Eliminar